Mulher vivia no meio do lixo com 40 animais

Uma mulher de 60 anos deu entrada no serviço de Urgência do Hospital Amato Lusitano, em Castelo Branco, apresentando um quadro debilitado. Os ferimentos nas mãos e pés chamaram a atenção dos profissionais de saúde. Descobriu-se que acumulava lixo e partilhava a casa com cães, gatos, galinhas e até uma ovelha.

por Gonçalo Lopes

A informação encaminhada para o Ministério Público, levou a que fosse solicitado à PSP que acompanhasse os técnicos do SAAS – Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social à casa da senhora. Para lá da porta, o inimaginável. Toneladas de lixo, acumulado durante anos, na habitação que partilhava com cães, gatos, galinhas e até uma ovelha. Foram os Serviços Municipalizados que procederam à retirada do lixo, deixando apenas o que o tribunal considera serem “pertences da inquilina” e que “ela quer”.

Leia mais em Jornal de Notícias

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!