Início Portugal Alunos em Portugal dão “trambolhão” a Matemática

Alunos em Portugal dão “trambolhão” a Matemática

Os resultados dos alunos portugueses na avaliação internacional PISA pioraram, especialmente a Matemática em que a queda foi de 20 pontos relativamente a 2018. Foi o pior desempenho desde 2009 e o ano em que menos alunos conseguiram atingir os níveis mais elevados de proficiência (apenas 6,9%).

No relatório PISA 2022 (Programa Internacional de Avaliação de Alunos), divulgado esta terça-feira, em Paris, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sublinha nas notas redigidas para Portugal que o país está em linha com a “inversão” registada na Matemática – área onde os alunos nacionais registavam uma evolução positiva desde 2003.

O PISA foi adiado de 2021 para 2022 por causa da pandemia. Neste relatório participaram 81 países e economias da OCDE. A “queda” de Portugal acompanha a tendência registada pela maioria e mantém-se na média da OCDE nas três áreas avaliadas. Tanto a OCDE como o Instituto de Avaliação Educativa (IAVE) admitem o impacto dos efeitos do ensino à distância mas sublinham que os resultados a Leitura e Ciências já estavam a diminuir desde 2012. Aliás, frisa a OCDE, nas últimas duas décadas (o PISA realiza-se de três em três anos e Portugal participa desde 2000), os resultados médios dos países nunca oscilaram mais do que quatro pontos percentuais a Matemática e cinco pontos a Leitura o que torna este relatório “singular”. O PISA, recorde-se, avalia a literacia a Matemática, Ciências e Leitura dos alunos de 15 anos.

Leia mais em Jornal de Notícias

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!