China limita o acesso de menores a jogos em rede a três horas por semana

China limita o acesso de menores a jogos em rede a três horas por semana

As autoridades chinesas anunciaram hoje que vão limitar a cerca de três horas por semana o acesso de internautas menores de idade a jogos em rede, para evitar que as crianças “fiquem viciadas”.

Em nota, a Administração Nacional de Imprensa e Publicações – órgão regulador das publicações impressas e digitais – especificou que as empresas de jogos ‘online’, só podem permitir o acesso a menores entre as 20:00 e as 21:00, às sextas, sábados e domingos.

Esta limitação de três horas por semana pode aumentar durante os feriados nacionais, dias em que os menores podem jogar por mais uma hora, nos mesmos dias.

O documento proíbe as empresas de disponibilizar os jogos “de qualquer forma, durante outro horário” e estipulou que o acesso de internautas que não se tenham registado e feito a verificação de identidade deve ser impedido.

O objetivo é “proteger eficazmente a saúde mental e física” e o “crescimento saudável” dos menores, para o qual a instituição exige também a participação “ativa” das famílias, escolas e outros atores sociais.

A medida representa mais um passo na campanha para restringir o uso de jogos ‘online’ para menores na China, cujo governo já limitava, em 2019, a 90 minutos por dia, entre as 20:00 e as 22:00, aumentando para três horas, nos dias de férias.

A imprensa oficial descreveu, no início deste mês, os jogos em rede como “ópio espiritual” e “droga” eletrónica.

Assine nossa Newsletter