Oposição japonesa vence em Yokohama, novo desaire eleitoral para o primeiro-ministro - Plataforma Media

Oposição japonesa vence em Yokohama, novo desaire eleitoral para o primeiro-ministro

O candidato apoiado pela oposição ganhou as eleições autárquicas de domingo em Yokohama, a segunda maior cidade do Japão, num novo revés para o primeiro-ministro, Yoshihide Suga, antes das eleições gerais deste ano

Ao comentar os resultados, Suga afirmou que “o povo decidiu” e que lhe resta aceitar “humildemente o resultado”, citado pela emissora pública NHK.

Takeharu Yamanaka, 48 anos, antigo professor na Universidade Nacional de Yokohama, sem experiência anterior em cargos públicos, concorreu às eleições locais com o apoio do principal Partido Constitucional Democrata do Japão (CDPJ, oposição), bem como do Partido Comunista e do Partido Social Democrata.

Yamanaka venceu o candidato do Partido Liberal Democrático de Suga (LDP) Hachiro Okonogi, antigo presidente da Comissão de Segurança Nacional japonesa, que não conseguiu ganhar a prefeitura, numa altura em que as sondagens mostram um baixo nível de popularidade ao Governo de Suga, antes da reeleição como líder do partido e das eleições gerais previstas para o outono.

A taxa de aprovação atual é de 31,8%, de acordo com a última sondagem da agência de notícias japonesa, a Kyodo.

Yokohama é a capital da província de Kanagawa e a segunda cidade mais populosa do país, depois de Tóquio, e do círculo eleitoral de Suga na Câmara dos Representantes no parlamento japonês (Dieta).

Vários analistas consideraram a derrota do candidato do partido de Suga como uma indicação da rejeição da população, sobretudo em relação à gestão da covid-19, que atingiu níveis recorde no Japão.

Yamanaka, ele próprio cientista de dados, incluiu análises de eficácia de vacinas em trabalhos sobre novas variantes e criticou o Governo japonês por ignorar os apelos dos peritos em doenças infeciosas para que tomassem medidas mais fortes para travar a propagação da covid-19.

Além de servir como indicador da popularidade de Suga, que mostrou não se sentir afetado pelos resultados na determinação de se candidatar à reeleição como presidente do partido nas eleições internas do próximo mês, a votação serviu como uma espécie de referendo sobre um plano controverso para construir um casino na área.

O atual presidente da câmara de Yokohama, Fumiko Hayashi, de 75 anos, no cargo desde 2009, pretendia avançar com o plano, ao qual Yamanaka se opõe.

O antigo professor venceu as eleições com 39,5% dos votos, enquanto Okonogi obteve 11,1% e Hayashi 9,6% no escrutínio, ao qual se apresentaram oito candidatos.

A derrota de Okonogi é também emblemática para Suga por se tratar do filho do falecido antigo parlamentar Hikosaburo Okonogi, do qual o primeiro-ministro foi secretário, pouco depois de se formar na universidade, e sob cuja proteção iniciou a carreira política em 1987, quando o atual chefe do Governo japonês foi eleito para a Assembleia Municipal de Yokohama.

Related posts
MundoPolítica

Alemanha: como fica a escolha do chanceler após as eleições

Lifestyle

Princesa Mako do Japão renuncia ao subsídio de casamento

MundoPolítica

Partido do Kremlin lidera legislativas na Rússia

MundoPolítica

Scholz consolida-se como favorito à sucessão de Merkel

Assine nossa Newsletter