Início » Proporção de amostras da variante delta do Brasil triplica em quatro semanas

Proporção de amostras da variante delta do Brasil triplica em quatro semanas

Cláudia Collucci

Cepa estava em 12,8% dos exames em 27 de julho; agora, são 38,5%, segundo plataforma Gisaid.

Em quatro semanas, triplicou a proporção da variante delta identificada em amostras do Sars-CoV-2 depositadas pelo Brasil na plataforma internacional Gisaid, que reúne dados genômicos de 172 países.

No dia 27 de julho, ela representava 12,8% das amostras; agora, são 38,5%. A variante gama (antiga P.1) responde hoje por 60%; há quatro semanas, representava quase 90% das amostras.

Na capital do Rio de Janeiro, a delta responde por 45% das amostras analisadas pela Secretaria Estadual da Saúde. No estado, por 26%. A alta taxa de transmissibilidade fez com que o governo suspendesse as aulas presenciais da rede estadual em 36 municípios, pelo menos até sexta-feira (13).

Em São Paulo, apesar de a delta representar 23,5% das amostras sequenciadas pelo Instituto Adolfo Lutz, o governo paulista mantém seu plano de flexibilização das atividades econômicas. Em entrevista coletiva no último dia 4, o governador João Doria (PSDB) afirmou que a liberação será gradual, segura e sob protocolos.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!