China vai lançar “em breve” maior programa de comércio de emissões do mundo

China vai lançar “em breve” maior programa de comércio de emissões do mundo

A China vai lançar “em breve” um programa de comércio de emissões, anunciaram ontem as autoridades chinesas, criando o maior mercado de carbono do mundo ao dobrar a parcela de emissões globais cobertas por estes programas

O mercado visa ajudar o país, o maior emissor mundial de gases com efeito estufa, a alcançar a meta de atingir o pico de emissões antes de 2030 e a neutralidade de carbono, ou emissões líquidas zero, até 2060, disse o vice-ministro da Ecologia e Ambiente Zhao Yingming, em conferência de imprensa.

O programa vai envolver, inicialmente, 2.225 empresas do setor elétrico. Estas empresas são responsáveis por um sétimo das emissões globais de carbono através da queima de combustíveis fósseis, segundo os cálculos da Agência Internacional de Energia.

A agência de notícias Bloomberg apontou o lançamento para sexta-feira, de acordo com fontes não identificadas. De acordo com o programa, emissores como usinas de energia e fábricas recebem uma quota fixa de carbono que podem usar anualmente.

As entidades podem, por sua vez, comprar ou vender estas licenças. Isto leva os emissores a controlar e reduzir as emissões devido ao apelo económico.

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
Mundo

"Sinais vitais" da Terra estão a enfraquecer, apontam cientistas

Mundo

Na 5.ª feira a Humanidade começa a viver a crédito

Cultura

Ai Weiwei em Serralves, pela justiça ambiental

LifestylePlataforma Sabores

Empresa francesa lança-se na produção de foie gras de laboratório

Assine nossa Newsletter