Japão reforça medidas contra covid a 100 dias dos Jogos de Tóquio - Plataforma Media

Japão reforça medidas contra covid a 100 dias dos Jogos de Tóquio

O governo japonês aprovou, nesta sexta-feira (9), o reforço das medidas contra o coronavírus em Tóquio, menos de três semanas após a suspensão do estado de emergência e pouco mais de 100 dias antes dos Jogos Olímpicos.

“Hoje decidimos tomar medidas intensivas para prevenir uma epidemia em Tóquio, Kyoto e Okinawa”, declarou o primeiro-ministro Yoshihide Suga, após uma reunião de ministros e funcionários do governo.

“Tomamos essa decisão, porque o número de infecções aumenta, e tememos que o sistema médico fique sob pressão nessas regiões”, acrescentou. 

Adiados em um ano devido à pandemia, os Jogos de Tóquio-2020 começam em 23 de julho na capital japonesa, onde os contágios haviam caído, graças ao estado de emergência. Voltaram a aumentar, porém, desde a suspensão das restrições em 21 de março.

As novas medidas – menos severas que os rígidos confinamentos impostos em outros países – preveem o fechamento de restaurantes e bares às 20h, sob pena de multas.

A cidade de Osaka (oeste do Japão) decretou medidas especiais, após o aumento de casos de covid-19, e cancelou o revezamento da tocha olímpica nas vias públicas de todo departamento.

A partir de segunda-feira e até 11 de maio, grande parte da capital japonesa estará sujeita a novas medidas semelhantes ao estado de emergência anterior, mas que permitirão concentrar mais facilmente as atenções em surtos infecciosos, segundo as autoridades.

“Para administrar a crise, pedi que medidas especiais fossem aplicadas em Tóquio”, disse a governadora da cidade, Yuriko Koike, a repórteres na quinta-feira.

“É urgente que adotemos mais medidas e mais fortes, como a redução do fluxo de pessoas entre as grandes cidades, porque, senão, vamos assistir a uma propagação dos contágios”, acrescentou Koike.

– ‘Deslocar-se livremente’ –

“Com o objetivo de evitar uma grande propagação do vírus durante os Jogos e garantir que todos possam circular livremente tomando precauções, acho que devemos tomar medidas para reduzir os casos”, insistiu ela nesta sexta-feira.

A cidade de Kyoto (oeste) e várias áreas do departamento de Okinawa (sul) também estarão sujeitas a novas medidas até 5 de maio, incluindo a semana de férias “Golden Week”, durante a qual costumam receber milhares de visitantes. 

Apesar de várias ondas de infecção, o Japão tem sido relativamente pouco afetado pelo coronavírus, em comparação com outros países, com cerca de 9.300 mortos oficialmente desde janeiro de 2020.

Agora, porém, os centros urbanos estão testemunhando um aumento nos casos de covid-19, e os profissionais de saúde relatam uma pressão crescente sobre os hospitais. Os médicos também alertaram sobre a rápida disseminação das variantes.

A vacinação está progredindo muito lentamente no Japão, que até agora aprovou somente a vacina da Pfizer.

Apenas o pessoal de saúde foi vacinado por enquanto e, na próxima semana, será a vez dos idosos.

No momento, não há data para administrar a vacina na população em geral.

Related posts
LifestyleMundo

McDonald's e Uber vão incentivar americanos a receber a vacina

BrasilSociedade

Universidade brasileira pede para testar em humanos terceira vacina

EconomiaMundo

“Semana Dourada” no Japão

MundoSociedade

Países africanos defendem produção local de vacinas para evitar atrasos

Assine nossa Newsletter