Portugal é um dos raros países que não está a vacinar quem já esteve infetado - Plataforma Media

Portugal é um dos raros países que não está a vacinar quem já esteve infetado

DGS defende que independentemente de fazer ou não parte de um grupo de risco, quem já esteve infetado não deve ser vacinado até que existam mais vacinas.

Portugal é um dos raros países identificados pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC) por não administrar vacinas contra a Covid-19 a quem já teve a infeção.

Num relatório revelado esta segunda-feira, o ECDC identifica 15 países que dão as duas doses a quem já passou pela infeção (Bélgica, Croácia, Chipre, República Checa, Dinamarca, Finlândia, Alemanha, Irlanda, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polónia, Roménia e Suécia), sete que administram apenas uma dose (Áustria, Estónia, França, Itália, Espanha, Eslováquia e Noruega), um que não recomenda nenhuma dose (Islândia) e outro (Portugal) onde o assunto está “atualmente em discussão”.

DGS sublinha escassez de vacinas

Questionada pela TSF, a Direção-Geral da Saúde (DGS) refere que o assunto “encontra-se continuamente em análise”, mas diz que a vacinação de pessoas recuperadas só “poderá vir a ocorrer logo que a disponibilização de vacinas aumente”.

Até lá, a DGS sublinha que, “neste momento, encontramo-nos num cenário em que o número de vacinas é limitado”, pelo que “o entendimento é que, à data, devem ser priorizadas as pessoas com maior risco/vulnerabilidade de contrair a infeção por SARS-CoV-2 e que não tenham ainda tido a possibilidade de desenvolver resposta imunológica”, nomeadamente após um episódio de infeção natural com o coronavírus.

A autoridade de saúde justifica-se com o “princípio da maximização do benefício, perante a escassez de recursos (vacinas)”, defendendo, em paralelo, que “as pessoas que recuperaram de infeção por SARS-CoV-2 não devem ser excluídas do plano de vacinação”.

Leia mais em TSF

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
PolíticaPortugal

Marcelo diz que "presidente nunca é desautorizado pelo primeiro-ministro"

PolíticaPortugal

Marcelo afasta retrocesso no desconfinamento

EconomiaPortugal

Nível de riqueza dos portugueses continua estável apesar da pandemia

PolíticaPortugal

"Lapso será corrigido hoje." Espanha recua com exigência de testes na fronteira

Assine nossa Newsletter