Covid-19: OMS começa a deixar a China sem resultados conclusivos - Plataforma Media

Covid-19: OMS começa a deixar a China sem resultados conclusivos

Especialistas da missão da Organização Mundial da Saúde (OMS) encarregados de investigar as origens do novo coronavírus começaram ontem a deixar a China, país que consideram o “início do caminho” para desvendar a origem da covid-19.

“A equipa está a trabalhar até sair [da China]. Este é apenas o início do caminho, com muito trabalho a ser feito, seguindo as pistas dos nossos colegas chineses”, afirmou ontem o britânico Peter Daszak, membro da missão, na rede social Twitter. “Muito orgulhoso das nossas conquistas e realista sobre o percurso que nos espera”, acrescentou.

Também Marion Koopmans, virologista holandesa, declarou-se “exausta”, mas comemorou a missão de 27 dias em Wuhan, a cidade chinesa onde foram diagnosticados os primeiros casos de covid-19. “Estou realmente ansiosa para dar os próximos passos”, escreveu no Twitter.

A epidemiologista dinamarquesa Thea K. Fischer, que considerou na mesma rede social que a missão foi uma “experiência única”, apontou duas teorias preliminares sobre as origens do vírus: através de um animal que serviu de hospedeiro intermediário para humanos ou através de algum alimento congelado.

Leia mais em Hoje Macau

Artigos relacionados
Sociedade

OMS registra aumento de contágios por covid-19 na Europa após semanas de queda

Sociedade

OMS diz que é prematuro e "não realista" pensar-se que a pandemia acabe este ano

MundoSociedade

OMS diz que é prematuro e "não realista" pensar-se que a pandemia acabe este ano

Mundo

OMS anuncia programa que indemniza pessoas vacinadas com efeitos adversos

Assine nossa Newsletter