Ainda é possível adiar as eleições, mas as condicionantes são muitas, explica Marcelo - Plataforma Media

Ainda é possível adiar as eleições, mas as condicionantes são muitas, explica Marcelo

Presidente da República explicou à TSF porque razão é que o adiamento das eleições presidenciais “é uma realidade muito pouco exequível”.

As eleições presidenciais ainda podem ser adiadas, mas há muitas condicionantes. Para que tal aconteça é preciso rever a Constituição, mas para essa revisão é necessário um intervalo e esse é o primeiro grande “se”. Em declarações à TSF, Marcelo Rebelo de Sousa admite que é aí que está o busílis da questão.

“Durante o estado de emergência não é possível rever a Constituição, em caso algum, e, portanto, seria necessário, quando terminasse este estado de emergência, na próxima semana, em vez de renovar para outro, imposto pelo agravamento da situação, fazer um intervalo para rever a Constituição ou então suspender este”, explicou Marcelo Rebelo de Sousa.

Leia mais em TSF

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

Marcelo "irritado" com autoridades de saúde por falta de resposta escrita

PolíticaPortugal

Nenhum partido defende adiamento das eleições, diz Marcelo

PolíticaPortugal

Positivo é positivo. Marcelo está infetado, diz patologista

PolíticaPortugal

Costa deseja a Marcelo rápida recuperação e manterá contacto permanente

Assine nossa Newsletter