Em decisão histórica, Argentina aprova direito da mulher ao aborto - Plataforma Media

Em decisão histórica, Argentina aprova direito da mulher ao aborto

Após chancela do Senado, país torna-se o 1º grande da região da América Latina a legalizar a interrupção da gravidez

Após uma aguardada sessão que durou 12 horas, o Senado da Argentina aprovou, na madrugada desta quarta-feira (30), o direito de a mulher optar pelo aborto até a 14ª semana de gestação. A decisão histórica teve 38 votos a favor e 29 contra, além de 1 abstenção.

A comemoração do lado de fora do Congresso foi grande, com pulos, abraços e choro de alegria de feministas, que também soltaram fogos de artifício na cor verde, símbolo da luta pró-aborto.

Até então, o procedimento era permitido em caso de estupro ou risco de morte da mãe. Agora, a Argentina se torna o primeiro país grande da América Latina a legalizar a interrupção da gravidez. Na região, a prática já era autorizada em Cuba, Guiana, Guiana Francesa, Uruguai, Porto Rico, na Cidade do México e no estado de Oaxaca —no México, esse tipo de legislação é decidido em nível regional.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Artigos relacionados
BrasilSociedade

Em 25 países Brasil é o segundo menos favorável ao aborto

BrasilSociedade

Brasil regista seis abortos por dia em meninas dos 10 aos 14 que foram violadas

Assine nossa Newsletter