PSG e Basaksehir deixam o campo após supostos atos racistas do quarto árbitro - Plataforma Media

PSG e Basaksehir deixam o campo após supostos atos racistas do quarto árbitro

Os jogadores do PSG e do Istanbul Basaksehir deixaram o campo do estádio Parc des Prince, em Paris, nesta terça-feira (08) após supostas ofensas racistas do quarto árbitro da partida, Sebastian Colţescu, contra um integrante da comissão técnica da equipe turca. O jogo é válido pela última rodada da fase de grupos da UEFA Champions League.

A suposta ofensa ocorreu durante o primeiro quando o lateral Rafael, do Istanbul, cometeu falta em um jogador do PSG e recebeu cartão amarelo pela jogada. Em seguida, começou um bate boca no banco da equipe turca. O técnico da equipe, Okan Buruk, também tomou amarelo por reclamação. Na sequência, o assiste-técnico do Istanbul, Pierre Webó,  foi expulso pelo árbitro da partida, Ovidiu Haţegan, e a confusão se iniciou. Segundo Demba Ba, atacante do Istanbul, o quarto árbitro disse palavras racistas contra Webó.

Após a suposta injúria racial, Demba Ba questionou a postura da arbitragem.

“Você nunca diz esse cara branco, você diz esse cara. Por que quando você menciona um cara preto, você tem que mencionar “aquele cara negro”?”, questionou.

Leia mais em Istoé

Assine nossa Newsletter