Covid-19: Vacinação em Macau voluntária e gratuita - Plataforma Media

Covid-19: Vacinação em Macau voluntária e gratuita

O Governo de Macau garantiu ontem que a vacina da covid-19 será administrada no território de forma voluntária e que será gratuita para os residentes.

“Não iremos tomar medidas compulsórias para que todos administrem a vacina”, garantiram as autoridades de saúde, em conferência de imprensa, no entanto, alertam para a flexibilidade das medidas tomadas. “Se a situação epidemiológica continuar, há outros factores a ter em conta. No início da pandemia, a testagem não era obrigatória, mas agora é uma normalidade (a sua obrigação). Ninguém pode dizer se haverá ou não novas medidas”.

Apesar de não adiantarem informação sobre quais as vacinas que chegarão ao território – dado que foram assinados termos de confidencialidade com as companhias produtoras das vacinas -, as autoridades de saúde garantiram que as vacinas administradas pelo Governo serão seguras e eficazes.

Macau adquiriu vacinas de emergência, não homologadas, que deverão chegar até ao final do ano para pessoal da linha da frente, como médicos, enfermeiros, bombeiros e polícias.

Para a restante população, estão previstas 1,4 milhões doses, de vários fornecedores, que deverão chegar ao longo dos primeiros seis meses de 2021. De acordo com o Governo, os grupos de risco terão prioridade.

Segundo as autoridades, a vacina só será gratuita para os não residentes se se verificar que é de interesse público que tal aconteça.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.529.324 mortos resultantes de mais de 66,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
EconomiaMacau

Ho Iat Seng destaca infra-estruturas na recuperação económica

ChinaMacau

Fórum sobre infraestruturas apoia recuperação económica de Macau

ChinaMacau

Segurança Nacional: “Não há margem para negociação”, Wong Sio Chak

EconomiaMacau

Cheque pecuniário: Governo garante apoio em numerário e apela ao consumo local

Assine nossa Newsletter