Chineses raptados de cargueiro ao largo de São Tomé e Príncipe - Plataforma Media

Chineses raptados de cargueiro ao largo de São Tomé e Príncipe

Um grupo de 14 tripulantes chineses foi raptado de um navio a 78 milhas náuticas de São Tomé e Príncipe, avançou a consultoria de segurança Dryad Global.

Segundo uma nota, o navio multiúsos para cargas pesadas “Zhen Hua 7”, de bandeira da Libéria, tinha 27 tripulantes a bordo quando foi abordado por alegados piratas na sexta-feira.

Após o ataque, o navio detido pelo armador chinês Zhen Hua Shipping foi escoltado até à ilha de Príncipe pelo navio militar italiano Frederico Martiningo.

A Dryad Global sublinhou que houve já nove incidentes do género no Golfo da Guiné só no mês de novembro. Desde o início do ano, já se registaram 22 raptos na região, afetando 115 tripulantes, referiu a empresa.

O anterior aconteceu na segunda-feira, com cinco tripulantes a serem raptados de um cargueiro ao largo da Nigéria, disse a Dryad Global, que considerou a situação de segurança no Golfo da Guiné como “crítica”.

O navio-patrulha português “NRP Zaire” está estacionado em São Tomé há quase três anos, para apoiar a segurança no território são-tomense e no Golfo da Guiné.

Related posts
MoçambiqueSociedade

Corpo de antigo deputado da Renamo raptado encontrado numa mata em Moçambique

MoçambiqueSociedade

Empresário moçambicano raptado no centro de Maputo por quatro homens armados

MundoSociedade

Polícia britânica desvalorizou suspeito alemão em 2012

MundoSociedade

Ministério Público alemão assume que Maddie está morta

Assine nossa Newsletter