Flávio Bolsonaro adquiriu 12 imóveis sem movimentar a sua conta bancária - Plataforma Media

Flávio Bolsonaro adquiriu 12 imóveis sem movimentar a sua conta bancária

De acordo com uma investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), durante dois anos, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) desembolsou quase R$ 300 mil na compra de 12 salas comerciais com recursos de origem incerta, que nem sequer passaram pela sua conta bancária

As informações são do UOL e constam na denúncia protocolada no Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ).

Os valores foram utilizados pelo filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro, entre os anos de 2008 e 2009, quando ele era deputado estadual, para dar entrada em 12 salas comerciais e pagar o financiamento desses imóveis.

Segundo o MP-RJ, foram utilizados dinheiro vivo, cheques de terceiros e boletos bancários. As salas ficam no Barra Prime Offices, centro comercial de algo padrão na Barra da Tijuca, área nobre da zona Oeste do Rio.

A defesa do hoje senador foi procurada pela reportagem, mas não comentou sobre o pagamento dessas 12 salas. Ela vem apontando que Flávio é inocente, e tem feito críticas à denúncia do MP-RJ, dizendo que ela contém “vícios processuais, enganos e erros de cálculo”.

Leia mais em ISTOÉ

Artigos relacionados
BrasilPolítica

'Rachadinha' aumentou património de Flávio Bolsonaro em R$ 1 milhão, diz Promotoria

BrasilPolítica

Ex-assessora de Flávio Bolsonaro admite “rachadinha” na Assembleia do Rio

BrasilPolítica

Flávio Bolsonaro é denunciado por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa

BrasilPolítica

Viagens oficiais de Flávio Bolsonaro ao estrangeiro incluíram casinos e estádios

Assine nossa Newsletter