Chineses gastam 125 mil milhões em 10 dias para celebrar Dia dos Solteiros - Plataforma Media

Chineses gastam 125 mil milhões em 10 dias para celebrar Dia dos Solteiros

As vendas on line na China para assinalar o Dia dos Solteiros renderam cerca de 125 mil milhões de dólares este ano, em comparação com os 63 mil milhões de dólares no ano passado.

O gigante do comércio eletrónico JD.com registrou uma receita de mais de 243,1 mil milhões de yuans (cerca de 35,76 mil milhões de dólares) entre o dia 1 de novembro e as 14h26 de dia 11 de novembro, enquanto as vendas na plataforma de e-commerce da Alibaba, Tmall, ultrapassaram os 498,2 mil milhões de yuans (cerca de 74,73 mil milhões de dólares), o que significa um aumento de 26% em relação ao ano passado.

O Dia dos Solteiros deste ano atraiu mais de 800 milhões de compradores e 250 mil marcas, de acordo com Tmall, incluindo 25 mil empresas fora da China, de mais de 220 países e regiões.

“Com as compras no exterior prejudicadas pela pandemia, as compras do Dia dos Solteiros oferecem uma oportunidade ideal para os consumidores chineses comprarem produtos no exterior e pode aumentar significativamente as vendas para marcas e comerciantes globais”, disse Weng Yi, investigador do Cathay Institute for Public Affairs.

Efeito da pandemia

Depois de sofrer grandes quedas nas vendas com a pandemia de covid-19, muitas empresas sul-coreanas de cosméticos consideraram o Dia dos Solteiros uma grande oportunidade para recuperar, de acordo com o Digital Times, um meio de comunicação sul-coreano.

Sulwhasoo, uma subsidiária da gigante de cosméticos Amorepacific, ultrapassou os 100 milhões de yuans (cerca de 15 milhões de dólares) em vendas em apenas três minutos após o início de seu evento de pré-venda.

Ligando a China ao resto do mundo, o e-commerce chinês e este autêntico festival de compras online podem ser o futuro da inovação digital, disse Karolina Kulach, analista de mercado britânico.

Um número crescente de marcas britânicas, incluindo a rede de chás Whittard of Chelsea e a cadeia Marks and Spencer, estão a entrar no mercado chinês através da abertura de lojas online, disse o analista de mercado.

Neste 11º ano do Dia dos Solteiros foram adoptadas algumas mudanças para operar no “novo normal”, disse Sanae Uragami, professora da Hosei University, observando que a nova forma de livestreaming e-commerce ” traz uma nova vitalidade à promoção online. “

Este artigo está disponível em: English

Related posts
AngolaSociedade

“Caçadores de óbito”, os truques para matar a fome em Luanda à custa dos funerais

ChinaMundo

Alibaba ultrapassa 56 mil milhões de dólares em vendas no Dia dos Solteiros na China

Assine nossa Newsletter