Estudo arrasa dados da DGS sobre Covid-19 usados em análises científicas - Plataforma Media

Estudo arrasa dados da DGS sobre Covid-19 usados em análises científicas

Mortos que desaparecem, infeções a mais ou a menos que não batem certo com os números divulgados publicamente pela própria DGS e milhares de casos mal preenchidos no Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica

Um estudo assinado por 12 investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, acabado de publicar numa revista científica internacional, conclui que as bases de dados do Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SINAVE) que têm sido fornecidas à comunidade científica, nos últimos meses, sobre os casos de Covid-19, têm uma qualidade baixa, erros, inconsistências e muita informação em falta.

Mais grave: os problemas anteriores têm levado outros estudos, feitos com base nesses dados, a apresentar conclusões que podem não estar corretas, nomeadamente no maior ou menor risco de determinados doentes, com doenças crónicas já existentes, terem mais complicações se contraírem o novo coronavírus.

O artigo a que a TSF teve acesso, publicado no Journal of Epidemiology and Community Health, avisa que desta forma os dados disponibilizados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) aos investigadores das academias apenas podem ter usos muito limitados e pouco úteis para ajudar a travar a pandemia.

Leia mais em TSF

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Mais 5784 infetados e 48 mortes por covid-19 em Portugal. Doentes internados disparam

PortugalSociedade

Portugal bate novo recorde de casos num só dia

PortugalSociedade

Covid-19 foi responsável por uma em cada nove mortes na última semana

PortugalSociedade

Recordes batidos em Portugal. Ultrapassados os 7000 casos diários e 59 mortes

Assine nossa Newsletter