Obama acusa Trump de nunca ter levado o cargo "a sério"

Obama acusa Trump de nunca ter levado o cargo “a sério”

O antigo Presidente dos Estados Unidos, o democrata Barack Obama, acusou hoje o sucessor, o republicano Donald Trump, de nunca ter levado o cargo “a sério”, e apelou à mobilização em favor do candidato democrata, Joe Biden.

“Não é um reality show, é a realidade”, vincou Obama, durante um discurso em Filadélfia, citado pela agência France-Presse (AFP), acrescentando que os norte-americanos têm de “viver com as consequências” das decisões de Trump, que foi “incapaz de levar o cargo a sério”.

“’Tweetar’ enquanto se vê televisão não resolve os problemas” do país, criticou o ex-chefe de Estado norte-americano.

As eleições presidenciais estão agendadas para 03 de novembro. Na corrida estão o atual Presidente e Joe Biden, que a pouco mais de duas semanas do sufrágio está à frente de Trump nas sondagens.

Depois do primeiro debate, que foi considerado caótico e pouco esclarecedor para os eleitores indecisos, e do cancelamento do segundo frente-a-frente por causa de Trump ter contraído a covid-19 – que foi substituído por outro formato -, o terceiro e último debate está agendado para quinta-feira.

Desta vez, até os microfones dos dois candidatos vão estar silenciados, até que seja necessário haver discussão entre ambos.

Este artigo está disponível em: English 繁體中文

Artigos relacionados
MundoSociedade

Agentes da inteligência militar russa acusados nos EUA por ataques cibernéticos

MundoPolítica

Microfones vão ser silenciados no debate presidencial dos EUA para evitar interrupções

MundoPolítica

Com insultos e ataques, Trump e Biden intensificam campanhas nos estados-chave dos EUA

Assine nossa Newsletter