Resistência Galega tinha depósito de explosivos em Portugal - Plataforma Media

Resistência Galega tinha depósito de explosivos em Portugal

A Polícia Judiciária apreendeu explosivos numa garagem na cidade de Coimbra, alugada pelos cabecilhas da Resistência Galega, já detidos desde o ano passado em Espanha

Aoperação que desmantelou a base logística da Resistência Galega, conduzida pela Unidade Nacional de Contraterrorismo (UNCT) da Polícia Judiciária (PJ) e coordenada pelo Ministério Público de Coimbra, foi conhecida esta segunda-feira pela primeira vez, mas decorreu já em novembro de ano passado.

A ação conjunta entre as autoridades espanholas e portuguesas foi divulgada primeiro em Espanha no site da rádio Cope.es e confirmada oficialmente.

No dia 9 de novembro de 2019, após partilha de informações e cooperação policial entre os dois Estados, foi localizado um imóvel em Coimbra, associado aos líderes da “Resistência Galega” e utilizado como “casa de recuo”,confirmou, entretanto a PJ.

Em comunicado, a Judiciária adiantou que “foi apreendido vasto material probatório, correlacionado com as atividades terroristas levadas a cabo por este grupo independentista, destacando-se, inúmeros utensílios utilizados na fabricação de engenhos/artefactos explosivos, nomeadamente relógios, temporizadores e telemóveis preparados como dispositivo de ativação remota de cargas explosivas; dispositivos pirotécnicos e engenhos explosivos improvisados, uma carga total de aproximadamente 30 kg pólvora, livros, apontamentos manuscritos e manifestos de propaganda dos ideais da Resistência Galega”.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
Sociedade

Roubadas dois milhões de máscaras na Galiza. Podem ter vindo para Portugal

Assine nossa Newsletter