Covid-19: Escola Portuguesa de Luanda suspende aulas presenciais depois de aluna infetada - Plataforma Media

Covid-19: Escola Portuguesa de Luanda suspende aulas presenciais depois de aluna infetada

A Escola Portuguesa de Luanda anunciou hoje a suspensão das aulas presenciais, a partir de segunda-feira, face à insegurança dos pais quanto ao regresso dos estudantes e após ter tido conhecimento de uma aluna infetada pelo novo coronavírus.

Num comunicado divulgado através da sua página da Internet, a instituição anuncia a decisão de regressar ao regime não presencial, a partir de segunda-feira e para todos os graus de ensino, depois de ter retomado as aulas presenciais, em regime misto, no ensino secundário, no dia 12 de outubro.

A escola revela que durante esta primeira semana “um elevado número de alunos não compareceu às aulas presenciais”, revelando “insegurança por parte expressiva dos pais”, apesar de terem sido adotadas todas as medidas de segurança e prevenção.

A escola admite que também pesaram nesta decisão a evolução da situação epidemiológica, com um progressivo aumento do número de casos, bem como a debilidade de resposta em termos de assistência médica.

“A estas circunstâncias, acresce a tomada de conhecimento de um caso positivo de covid-19 ocorrido com uma aluna da escola, reforçando os argumentos e receios já mencionados”, acrescenta o estabelecimento de ensino, salientando que a medida teve a concordância da associação de pais.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter