França em choque com decapitação de professor que mostrou caricaturas de Maomé na aula - Plataforma Media

França em choque com decapitação de professor que mostrou caricaturas de Maomé na aula

Um professor de História foi decapitado perto de uma escola na vila de Conflan Saint-Honorine, nos arredores de Paris. Sabe-se que mostrou caricaturas de Maomé aos seus alunos e que a sua morte está a ser tratada como “ataque terrorista”

O suspeito de ter decapitado o professor de História foi gravemente ferido por um tiro disparado pela polícia francesa. A brigada antiterrorista francesa anunciou que foi chamada depois de um homem ter sido decapitado numa vila próxima de Paris.

A vítima era um professor de História que recentemente mostrou caricaturas de Maomé aos seus alunos. A sua morte está a ser tratada como um “ataque terrorista” e acontece quando decorre o julgamento dos cúmplices dos autores do ataque de 2015 à redação do jornal humorístico Charlie Hebdo, que colocara na capa caricaturas de Maomé.

A decapitação do professor ocorre algumas semanas depois de um homem ter atacado duas pessoas que pensava trabalharem para o Charlie Hebdo.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MundoPolítica

Quatro polícias franceses acusados por agressão brutal a produtor negro

Sociedade

Policiais franceses comparecem à justiça por espancamento de homem negro

Mundo

Carro-bomba mata 30 membros das forças de segurança afegãs

MundoPolítica

Fotógrafo é ferido nos protestos e RSF denuncia violência policial em Paris

Assine nossa Newsletter