Trump com Covid-19. As contradições dos médicos e o impacto além da campanha - Plataforma Media

Trump com Covid-19. As contradições dos médicos e o impacto além da campanha

Clínicos do hospital Walter Reed afirmam que o presidente está a tomar um esteroide que é para casos mais graves da doença, mas ao mesmo tempo garantem que, se continuar a melhorar, poderá ter alta já nesta segunda-feira. À medida que mais casos positivos aparecem em redor da Casa Branca, não são só as eleições que ficam em dúvida.

Os médicos dizem que o presidente norte-americano “continua a melhorar” e Donald Trump publicou um vídeo no Twitter em que disse estar “muito melhor agora” e passou de carro junto aos apoiantes à porta do hospital. Mas cada nova atualização do boletim clínico do Centro Médico Walter Reed levanta mais dúvidas a quem procura dados rigorosos sobre o estado de saúde do republicano de 74 anos que foi diagnosticado na quinta-feira à noite com covid-19. E toda esta nuvem só gera especulação.

Tanto quanto se sabe, depois de um cocktail de medicamentos experimentais que terá recebido ainda na Casa Branca, Trump começou a ser tratado com o antiviral remdesivir logo na sexta-feira, quando chegou ao hospital e, foi comunicado neste domingo, com o corticoide dexametasona a partir de sábado. Este é recomendado em casos mais graves de covid-19, para doentes que precisam de suporte ventilatório, desde administração suplementar de oxigénio à ventilação mecânica.

Leia mais em Diário de Notícias.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

Governo prevê 3,6 milhões de pessoas vacinadas contra a covid no primeiro semestre

ChinaFuturo

China terá 600 milhões de doses de vacinas "prontas para usar ainda este ano"

MundoPolítica

Aliados de Trump pedem bloqueio da certificação dos resultados na Pensilvânia

PolíticaPortugal

Marcelo anuncia estado de emergência até 7 de janeiro para preparar festas

Assine nossa Newsletter