Procuradoria de Angola encerra templo da IURD na Lunda-Sul - Plataforma Media

Procuradoria de Angola encerra templo da IURD na Lunda-Sul

A Procuradoria-Geral da República (PGR) deu por encerrado o único templo da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Saurimo, na Lunda-Sul, na sequência do litígio entre as alas que lutam pela liderança daquela denominação religiosa

O subprocurador da República junto do Serviço de Investigação Criminal (SIC), Alexandre Custódio, esclareceu que se trata de uma medida provisória tomada pelo Ministério Público, por conta do litígio interno entre as alas angolana e brasileira, pela liderança da igreja e gestão do respectivo património.

A crente Ilda Sacupumbo, que desde 2003 testemunhou a implantação da IURD, mostrou-se arrependida por ter vendido uma viatura e um jogo de sofás para, supostamente, receber a “graça de gerar filhos”. Conta que terá sido influenciada pelo líder local da IURD a proceder à venda dos bens que possuía.
Ao reagir às múltiplas acusações dos fiéis, o pastor Gabriel Tuna Dumbi justificou que as contribuições que a igreja recebeu foram fruto de uma evangelização intensa.

Disse que através de “Fogueiras Santas”, os crentes sentiram a necessidade de oferecer a Deus, na esperança de realizarem os sonhos pela fé. Notou que a igreja ensinou a dar, mas nunca exigiu de qualquer crente nenhum bem”, garantiu.

Leia mais em Jornal de Angola

Artigos relacionados
AngolaSociedade

Empresário angolano falido acusa IURD de o ter burlado em 700 milhões de kwanzas

AngolaSociedade

Bispos da IURD condenados em Angola por desobediência à Polícia

AngolaSociedade

Procuradoria de Angola fecha três templos da IURD no Cuando Cubango

AngolaBrasil

Religiosos revelam esquema de lavagem de dinheiro da IURD em Angola

Assine nossa Newsletter