Petrobras anuncia acordo de cooperação com Galp e duas parceiras no pré-sal - Plataforma Media

Petrobras anuncia acordo de cooperação com Galp e duas parceiras no pré-sal

A Petrobras e subsidiárias dos grupos Galp, Repsol Sinopec e Shell vão anunciar hoje um acordo de partilha de infraestrutura de processamento e logística de gás natural no pré-sal, área com maiores reservas de petróleo e gás do Brasil

Segundo um comunicado de hoje da Petrobras aos seus acionistas, será realizado um evento virtual com a presença do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, e dos executivos globais da Royal Dutch Shell, Ben van Beurden, da Galp Energia, Carlos Gomes da Silva, e da Repsol, José Carlos Vicente Bravo, para formalização do acordo.

A estatal brasileira, que tem também ações negociadas no mercado financeiro, frisou que o negócio será um “marco na construção de um mercado de gás natural mais competitivo” no Brasil.

A operação será realizada pela Petrogal Brasil, subsidiária da portuguesa Galp, Repsol Sinopec Brasil, controlada pela espanhola Repsol e pela chinesa Sinopec, e pela subsidiária brasileira da anglo-holandesa Shell, parceira dos gasodutos ‘offshore’ do pré-sal da Bacia de Santos.

O pré-sal é uma reserva de exploração que o Brasil descobriu em águas muito profundas abaixo de uma camada de sal de dois quilómetros de espessura e que pode tornar o país um dos maiores exportadores mundiais de hidrocarbonetos.

Os contratos entre as empresas “preveem a interligação física e o compartilhamento da capacidade de transporte de três rotas, a última pertencente à Petrobras e em fase de construção, que dará origem ao Sistema Integrado de Transporte de Gás Natural”.

Dentro do acordo, está previsto também que outras empresas possam aderir a este sistema no futuro.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
BrasilSociedade

MP do Brasil processa multinacional Trafigura por subornos a ex-executivos da Petrobrás

BrasilEconomia

Petrobras tem prejuízo de 1,5 mil milhões de reais no terceiro trimestre

Brasil

Petrobras altera política de remuneração para pagar dividendos mesmo com prejuízo

BrasilEconomia

Produção de petróleo da Petrobras cresce 9% no ano mesmo com pandemia

Assine nossa Newsletter