Rui Pinto envolve Doyen e presidente do Benfica em corrupção no Brasil -

Rui Pinto envolve Doyen e presidente do Benfica em corrupção no Brasil

Rui Pinto envolveu a empresa Promovalor de Luís Filipe Vieira num alegado esquema de corrupção para a construção de um complexo hoteleiro no Brasil, tendo como parceiro a Odebrecht, uma empresa visada no processo Lava Jato, mas também o fundo de investimento Doyen.

Foi num depoimento prestado, como testemunha, em outubro do ano passado do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), numa altura em que ainda estava em prisão preventiva no âmbito do processo pelo qual está agora a ser julgado.

De acordo com os jornais “Observador” e “Público” que avançaram com a notícia, Rui Pinto garantiu ao Ministério Público (MP) ter tido acesso a documentação comprovando alegados pagamentos de subornos para viabilizar a construção do complexo hoteleiro, situado no litoral do Recife.

A parceria envolvia o Grupo Promovalor, de Luís Filipe Vieira, e a Odebrecht, uma empresa que está a ser investigada em Portugal no âmbito na construção da Barragem do Baixo Sabor, por suspeitas de pagamento de contrapartidas de 4,6 milhões, destinados a ganhar o concurso de construção.

Leia mais em Jornal de Notícias

Related posts
DesportoPortugal

Alemão Weigl na porta de saída do Benfica

DesportoPortugal

Benfica viajou para os Países Baixos para garantir Aursnes

DesportoPortugal

Seferovic já saiu há outros três que estão quase a deixar Benfica

DesportoPortugal

Tudo o que precisa de saber sobre o Benfica em 2022/2023

Assine nossa Newsletter