"Ainda não matou ninguém?". Presidente filipino exige que traficantes de drogas sejam mortos - Plataforma Media

“Ainda não matou ninguém?”. Presidente filipino exige que traficantes de drogas sejam mortos

“Eu aprovei a compra de armas de fogo e até agora não matou ninguém? Eu disse-lhe (a Guerrero, responsável da alfândega): ‘Limpe-os'”, afirmou Duterte.

Presidente filipino, Rodrigo Duterte, ordenou publicamente ao principal responsável da alfândega do país que atirasse e matasse traficantes de drogas, numa das suas mais contundentes ameaças na campanha contra as drogas, que resultou em milhares de mortos.

Duterte deu a ordem ao comissário da Alfândega, Rey Leonardo Guerrero, durante uma reunião do gabinete sobre a pandemia do novo coronavírus na noite de segunda-feira, que foi transmitida pela televisão.

Guerrero, um general reformado do exército e ex-chefe do Estado-Maior militar, não estava por perto quando Duterte falou sobre o assunto, mas o Presidente disse que se havia encontrado com ele e dois outros oficiais na segunda-feira no palácio presidencial em Manila.

“A droga ainda está a entrar no país pela alfândega”, disse Duterte, acrescentando que já havia aprovado o pedido de armas de fogo de Guerrero.

“Eu aprovei a compra de armas de fogo e até agora não matou ninguém? Eu disse-lhe (a Guerrero): Limpe-os”, afirmou Duterte.

Leia mais em Diário de Notícias

Related posts
China

Casinos virtuais: Filipinas deportam 40.000 cidadãos chineses

MundoPolítica

Jornalista e Nobel da Paz filipina Maria Ressa enfrenta pena de prisão

ChinaSociedade

Brasileiro Major Carvalho, um dos maiores narcotraficantes mundiais, foi capturado

MundoPolítica

Filha de Duterte toma posse como vice-presidente das Filipinas

Assine nossa Newsletter