Início » Jogador turco confessa ter matado o filho “porque não o queria”

Jogador turco confessa ter matado o filho “porque não o queria”

Sofia Esteves Teixeira

Cevher Toktas, futebolista do Bursa Yildirim, do campeonato amador na Turquia, assumiu que matou o filho, de cinco anos, por “não o amar”.

A 23 de abril, um menino de cinco anos foi internado no hospital, com febre alta e mais sintomas relacionados com a covid-19 e, poucas horas depois, acabou por falecer, alegadamente devido a complicações respiratórias agravadas pelo novo coronavírus. Mas, 11 dias depois do óbito, descobriu-se que a causa da morte da criança não está relacionada com problemas de saúde. Foi, sim, um homicídio cometido pelo próprio pai.

Cevher Toktas, futebolista do Bursa Yildirim, do campeonato amador, confessou esta terça-feira o crime, deixando a Turquia e o mundo em choque. “Eu nunca amei o meu filho mais novo, desde o nascimento. Não sei porquê. A única razão pela qual o matei foi porque não o queria. Eu não tenho nenhum problema mental”, afirmou às autoridades, num depoimento citado pelo jornal Daily Sabah, confessando ainda que asfixiou a criança.

Leia mais em Jornal de Notícias.

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!