BRASILEIROS DE MACAU VOTAM EM HONG KONG - Plataforma Media

BRASILEIROS DE MACAU VOTAM EM HONG KONG

 

Os eleitores brasileiros de Macau terão que votar em Hong Kong, uma vez que na RAEM não existe o número suficiente de cidadãos daquele país para a aberura de uma secção consular.

Segundo o cônsul geral do Brasil para Hong Kong e Macau, José Macedo Soares, espera-se que, pelo menos, 100 dos 217 eleitores ali inscritos votem nas eleições presidenciais brasileiras.

“Estou com esperança de que este ano haja mais de 100 votos”, disse o diplomata, indicando que “nas últimas quatro eleições brasileiras votaram menos de 80 pessoas”. Segundo José Macedo Soares, a representação diplomática registou 99 novos eleitores, um número que “pode parecer pequeno, mas que demonstra um certo interesse”.

As presidenciais de 05 de outubro “prometem” também, e desde logo, como realçou, pelo facto de as sondagens de opinião pública sobre as intenções de voto colocarem muito perto as duas candidatas Dilma Rousseff, que procura a reeleição, e a ambientalista Marina Silva.

Os brasileiros que residam em Macau têm que se deslocar a Hong Kong para votar, já que o território não reúne um número mínimo de eleitores que permita a abertura de uma seção consular.

A travessia de barco entre as duas Regiões Administrativas Especiais chinesas demora cerca de uma hora. A viagem de ida e volta custa o equivalente a cerca de 30 euros. “Com 11 fuso-horários adiante, vamos fechar as urnas antes de abrirem lá”, realçou.

Estima-se que a comunidade brasileira em Hong Kong e Macau seja composta, no seu conjunto, por um milhar de pessoas.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, o Brasil conta com 142.822.046 eleitores, dos quais 354.184 votantes no exterior. A primeira volta das eleições presidenciais no Brasil disputa-se a 05 de outubro e a segunda volta está prevista para dia 26 do mesmo mês.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter