MACAU LEVA MENOS ATLETAS AOS JOGOS ASIÁTICOS MAS ESPERA MAIS MEDALHAS - Plataforma Media

MACAU LEVA MENOS ATLETAS AOS JOGOS ASIÁTICOS MAS ESPERA MAIS MEDALHAS

 

Um total de 135 atletas de Macau vão participar no maior evento desportivo da Ásia. São menos do que os que foram aos Jogos Asiáticos de Cantão, mas competem em mais modalidades e são esperadas mais medalhas.

 

Macau enviou à 17.ª edição dos Jogos Asiáticos, que arrancam hoje em Incheon, na Coreia do Sul, uma delegação com 205 pessoas, das quais 135 atletas, que vão competir em 20 modalidades desportivas.

“A delegação é um pouco mais pequena do que nos Jogos Asiáticos anteriores, mas participamos em mais modalidades (20 face aos 19 anteriores). Estamos tão bem preparados como nos Jogos anteriores e a nossa moral está elevada”, salienta o Comité Olímpico e Desportivo de Macau numa resposta enviada ao Plataforma Macau.

Foi nos Jogos de Cantão que Macau arrecadou a sua primeira medalha de ouro em seis anos de participação naquele que é um dos maiores eventos multidesportivos do mundo. Foi o atleta Jia Rui, natural da China continental, o responsável pelo feito ao vencer a medalha de ouro em wushu.

“Vencemos em Cantão a primeira medalha de ouro da história da participação de Macau nos Jogos Asiáticos e esperamos melhorar o nosso desempenho e ganhar mais medalhas” este ano em Incheon, salienta o Comité Olímpico.

De acordo com a mesma entidade, as esperanças relativamente a medalhas estão no “wushu, em que Macau permanece forte e de onde veio a primeira medalha de ouro, bem como no karaté, triatlo e saltos para a água, que também se destacaram na edição anterior dos Jogos e estamos seguros de que serão ainda melhores desta vez”. “Estamos muito confiantes em todas as equipas da nossa delegação”, acrescentou o Comité.

O presidente do Instituto do Desporto de Macau, José Tavares, disse acreditar, em declarações ao Plataforma Macau, que os atletas locais “vão fazer o melhor possível para trazerem algumas medalhas”. “Agora não sabemos quantas nem de que cor”, ressalvou ao apontar que espera que Macau “possa repetir” as vitórias de Cantão, mas lembrou que “cada prova é uma prova nova e os atletas vão encontrar novos desafios”.

O Comité Olímpico destaca que os Jogos Asiáticos “são o mais importante evento multidesportivo internacional em que Macau pode participar, sendo por isso, uma honra para os atletas integrar a competição, um reconhecimento do seu trabalho e um marco na sua carreira”.

José Tavares rejeita a possibilidade de Macau um dia vir a organizar este evento, salientando que “está fora da dimensão” da Região. “É um evento de uma dimensão quase olímpica, portanto, não temos infraestruturas para assumir essa responsabilidade de organizar uns jogos dessa dimensão”, sustentou.

Quanto a uma eventual adesão de Macau ao Comité Olímpico Internacional (COI), o presidente do Instituto do Desporto realça que esse passo “não depende só” do território. “Só depende do próprio Comité Olímpico Internacional de fazer mudar as regras do jogo, porque da maneira como está é impossível”, explicou.

O Comité Olímpico local refere que “o COI alterou os seus estatutos e agora apenas um país pode ser reconhecido como membro”.

 

Patrícia Neves

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
Opinião

Liberalismo selvagem

Opinião

A Carne De Porco É Cara? Criemos Porcos!

Opinião

Pedido de Compensação Americano Terá Lugar Amanhã

Opinião

O caminho da montanha

Assine nossa Newsletter