Cartão corporativo de Bolsonaro foi usado para comprar antidepressivos e bancar motociatas - Plataforma Media

Cartão corporativo de Bolsonaro foi usado para comprar antidepressivos e bancar motociatas

Presidente Jair Bolsonaro durante motociata em São Paulo na véspera do 1º turno das eleições

Remédios tarja preta, nutella, picanha e até lápis de cor estão entre os itens comprados com o cartão corporativo da Presidência da República durante os quatro anos de mandato do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Milhares de notas fiscais dos gastos com o cartão corporativo foram disponibilizadas nesta segunda-feira (23) pela agência Fique Sabendo. A equipe teve acesso aos documentos após entrar com um pedido por meio da Lei de Acesso à Informação. Conforme a agência, até o momento, 20% de todas as notas fiscais foram escaneadas.

Leia mais em: ISTOÉ
Assine nossa Newsletter