Tribunal manda desligar suporte de vida a menino que fez desafio online - Plataforma Media

Tribunal manda desligar suporte de vida a menino que fez desafio online

Archie Battersbee, de 12 anos, foi encontrado inconsciente pela mãe depois de ter amarrado uma ligadura ao próprio pescoço. O que terá começado com um desafio online levou o rapaz ao hospital, onde lhe foram detetados danos cerebrais irreversíveis. Mais de três meses após estar em coma, o Supremo Tribunal da Inglaterra e País de Gales autorizou que os médicos desliguem o suporte de vida, mas os pais do menino negam este caminho.

Conhecido como “Blackout Challenge”, o desafio que se tornou viral na internet apela a que os jogadores apertem o pescoço até que fiquem sem oxigénio e, consequentemente, inconscientes. Archie terá decidido aderir à moda, mas aquela que seria apenas uma brincadeira, acabou num desfecho trágico.

Foi no início de abril que ao entrar no quarto do filho, Hollie Dance se deparou com o menino inanimado e, rapidamente, o encaminhou até às urgências do hospital na região de Essex, onde a família vive. Mas após quase quatro meses de luta pela sobrevivência, o Supremo Tribunal decidiu que os médicos poderiam desligar as máquinas que ainda mantêm Archie vivo.

Segundo a equipa do Royal London Hospital em Whitechapel, no leste de Londres, a criança foi diagnosticada com morte cerebral, mantendo-se apenas viva devido ao uso de meios artificiais, mas o facto de os país negarem a opção fez com que o caso tivesse de ser entregue à justiça.

Leia mais em Jornal de Notícias

Assine nossa Newsletter