Cadastradas mais de 370 mil famílias vulneráveis em Angola - Plataforma Media

Cadastradas mais de 370 mil famílias vulneráveis em Angola

O Programa de Fortalecimento da Protecção Social “Kwenda” cadastrou, até ao momento, 377 mil e 451 agregados familiares, em 24 municípios, 101 comunas e 2.829 aldeias e bairros de 17 províncias do país.

A fase piloto do processo de cadastramento das famílias vulneráveis ocorreu, de Maio a Julho de 2020, em cinco municípios do país, nomeadamente no Nzeto (Zaire), Cambundi Catembo (Malanje), Ombadja (Cunene), Cacula (Huíla) e Cuito Cuanavale (Cuando-Cubango), cujo objectivo era testar os sistemas de cadastramento, pagamento, de queixas e reclamações.

Nestas localidades, depois de um intenso processo de cadastramento a 10 mil e 674 agregados familiares, ocorreu o primeiro pagamento. Inicialmente, a meta definida para o cadastramento era de alcançar apenas cinco mil famílias.Na componente das Transferências Sociais Monetárias, que visa contribuir trimestralmente, com uma renda de 25 mil e 500 kwanzas para cada família vulnerável seleccionada, um total de 5.774 agregados beneficiou já de três pagamentos, correspondentes a nove meses, cumprindo-se, assim, os prazos previstos no programa.   

Leia mais em Jornal de Angola

Artigos relacionados
Angola

Supermercados Kero podem ter novos donos este ano

AngolaPolítica

Angola prevê vacinar 53 por cento da população

AngolaCultura

Projecto cultural cria espaços de recreação na comunidade

AngolaSociedade

Detida suspeita de abandonar recém-nascido na via pública em Luanda

Assine nossa Newsletter