Candidato a vereador no Brasil é morto por rival - Plataforma Media

Candidato a vereador no Brasil é morto por rival

Cássio Remis denunciava irregularidades numa obra na cidade de Patrocínio, em Minas Gerais. O secretário da prefeitura que tutela o setor não gostou e tirou-lhe o telemóvel. Após tentar recuperá-lo, o vereador foi morto a tiro pelo secretário.

Um candidato a vereador nas eleições municipais brasileiras de novembro foi morto com cinco tiros por um rival político, na tarde de quinta-feira, instantes depois de denunciar irregularidades numa obra na cidade de Patrocínio, Minas Gerais.

Cássio Remis mostrava, ao vivo numa gravação por telemóvel, as reformas feitas com dinheiro do município no passeio em frente ao imóvel que será sede da campanha de reeleição do atual prefeito Deiró Marra. O secretário de obras da cidade, Jorge Marra, que é irmão do prefeito, não gostou, dirigiu-se ao local e arrancou o telemóvel das mãos da pessoa que filmava Remis, que ainda foi a tempo de denunciar o ocorrido à sua audiência.

Em seguida, Remis deslocou-se ao escritório de Jorge Marra para recuperar o telemóvel. Câmaras de vigilância no local registaram tumultos e, em seguida, o disparo de cinco tiros de Jorge contra Cássio, que morreu de imediato.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
MundoPolítica

Revista Rolling Stone apoia Biden e chama Trump de "inadequado para presidente"

PolíticaPortugal

Ana Gomes desagradada com Marcelo em casos judiciais de Angola e Moçambique

Guiné-BissauPolítica

Sociólogo guineense diz que só novo poder em Conacri poderá reatar relação com Bissau

PolíticaPortugal

Marcelo vence à primeira volta com 61%, revela sondagem

Assine nossa Newsletter