Nova abordagem de Pequim para conter pandemia pode ser guia para surtos futuros - Plataforma Media

Nova abordagem de Pequim para conter pandemia pode ser guia para surtos futuros

A nova abordagem da China para conter a pandemia do coronavírus na capital Beijing pode ser “um guia de como a China pode lidar com surtos futuros”, informou o The New York Times.

Os líderes de Beijing “não estão esmagando toda a cidade, nem sua nascente retomada econômica, com restrições pesadas”, escreveram Keith Bradsher e Chris Buckley em uma opinião, intitulada “Nesta onda de coronavírus, a China tenta algo novo: contenção”.

Mencionando que lojas, restaurantes e salões de beleza ainda estão operando em algumas partes de Beijing, o artigo aponta que os testes e o rastreamento de contatos são “fundamentais para a estratégia de contenção do governo”.

A capacidade diária de testes de ácido nucleico de Beijing aumentou de 100 mil para mais de 230 mil até sábado, anunciaram as autoridades locais.

Desde 13 de junho, as pessoas que trabalhavam no mercado atacadista de Xinfadi, relacionado à maioria dos casos recém-relatados, os moradores dos condomínios próximos e as pessoas que visitaram o mercado foram organizados para fazer testes de ácido nucleico.

A cidade também priorizou os testes para os funcionários de restaurantes, mercearias, mercados atacadistas, além de empresas de entregas expressas e de entrega de alimentos, segundo a prefeitura.

Beijing adotou medidas mais rigorosas em sua segunda fase de enfrentamento ao novo coronavírus, como instalar postos de controle de segurança 24 horas nos condomínios locais e aconselhar as pessoas a intensificarem o distanciamento social, informou o South China Morning Post (SCMP).

“O risco de os casos importados iniciarem novos surtos continua sendo a principal ameaça para a China, situação em que seria necessária uma resposta rápida e vigorosa para conter o surto”, disse Michael Baker, professor de saúde pública da Universidade de Otago, em Wellington, citado pelo SCMP.

É “altamente provável” que a resposta chinesa seja “bem sucedida, dada a experiência demonstrada pela China com tais medidas de controle”, disse Baker.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
MundoSociedade

Centro Europeu de Controlo de Doenças aceita vacinação em crianças

MundoSociedade

Especialistas recomendam autorização de pílula anticovid da Merck

MoçambiquePortugal

Embaixada de Portugal em Maputo anuncia voos de apoio ao regresso

MundoSociedade

OMS apela a união mundial para melhor combater futuras pandemias

Assine nossa Newsletter