Coreia do Sul volta a adotar medidas para conter novo surto - Plataforma Media

Coreia do Sul volta a adotar medidas para conter novo surto

Surgimento de novas infeções de covid-19 levam a Coreia do Sul a dar alguns passos atrás e a impor novamente restrições: museus, parques e galerias de arte vão fechar outra vez.

A Coreia do Sul voltou a implementar medidas rigorosas de contenção do vírus na capital, Seul, após o maior aumento de novas infeções por coronavírus em quase dois meses. As restrições tinham sido levantadas em todo o país a 6 de maio. No entanto, na quinta-feira, os Centros Coreanos para Controlo e Prevenção de Doenças (KCDC) registaram 79 novas infeções, sendo 67 delas na região de Seul – este é o número mais elevado de novas infeções em 53 dias.

Desta forma, museus, parques e galerias de arte vão fechar novamente a partir de sexta-feira por duas semanas, anunciou o ministro da Saúde, Park Neung-hoo. As empresas estão a ser pressionadas para reintroduzir horários flexíveis de trabalho e os moradores de Seul também foram aconselhados a evitar reuniões sociais ou ir a lugares lotados, incluindo restaurantes e bares. As instalações religiosas foram aconselhadas a serem mais vigilantes com as medidas de quarentena.

Leia mais em Diário de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

Ministro das Finanças testa positivo à Covid-19

AngolaSociedade

Começa hoje em Angola a testagem obrigatória dos passageiros vindos do exterior

BrasilSociedade

Governo brasileiro usa avião para levar oxigénio para Manaus

MoçambiquePolítica

Ataques em Cabo Delgado. UE pondera criar missão de formação das Forças Armadas em Moçambique

Assine nossa Newsletter