Início » Grupo mercenário Wagner ameaça sair de Bakhmut por falta de munições

Grupo mercenário Wagner ameaça sair de Bakhmut por falta de munições

O chefe do grupo de mercenários russos Wagner, Yevgeny Prigozhin, ameaçou, esta sexta-feira, retirar os seus combatentes da linha da frente em Bakhmut, leste da Ucrânia, a 10 de maio. Esta saída foi justificada com a escassez de munições, que está a provocar “mortes sem sentido”.

“A 10 de maio de 2023 teremos de entregar as nossas posições em Bakhmut a unidades do Ministério da Defesa e retirar as unidades do grupo Wagner para campos de retaguarda, para lamber as nossas feridas”, argumentou Yevgeny Prigozhin numa declaração escrita no seu canal Telegram.

Além disso, o líder do grupo de mercenários russo declarou que a contraofensiva ucraniana já começou, por ter constatado o aumento da atividade do exército ucraniano e de atos de sabotagem em território russo.

Leia mais em TSF

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!