Imunidade de quem tem covid-19 "diminui muito rapidamente"

Imunidade de quem tem covid-19 “diminui muito rapidamente”, diz novo estudo

Um estudo britânico revelou que a imunidade adquirida por pessoas que estiveram infetadas com o novo coronavírus “diminui muito rapidamente”, especialmente em pacientes assintomáticos, podendo durar apenas alguns meses.

De 20 de junho a 28 de setembro, o Imperial College London e o Instituto Ipsos Mori acompanharam, em Inglaterra, 350 mil pessoas selecionadas aleatoriamente, testando-as regularmente para verificar se tinham anticorpos contra a covid-19. “Durante este período, a proporção de pessoas com teste positivo para anticorpos covid-19 diminuiu 26,5%” o que, segundo o estudo, “sugere uma redução dos anticorpos nas semanas ou meses após a infeção”. “A imunidade diminui rapidamente”, constatou Helen Ward, professora de saúde pública do Imperial College London.

Numa primeira fase, os investigadores descobriram que, entre o final de junho e início de julho, cerca de 60 em cada mil pessoas tinham anticorpos detetáveis. Mas nos testes realizados em setembro, o valor já era bem diferente: apenas 44 por mil pessoas tinham os anticorpos. Estes dados sugerem que o número de pessoas com anticorpos diminuiu em mais de um quarto entre o verão e o outono.

Leia mais em Jornal de Notícias

Artigos relacionados
MundoSociedade

Imunidade ao Ébola dura anos depois da infeção e o mesmo pode acontecer com a Covid

MundoSociedade

Imunidade de grupo para controlo da Covid-19 é uma "falácia", dizem cientistas

MundoSociedade

Estudo confirma jovem contagiado duas vezes pelo novo coronavírus. Quinto caso no mundo

MundoPolítica

Trump diz que está imune à covid-19

Assine nossa Newsletter