Pub

O Partido Nacional de Hong Kong, separatista, foi oficialmente proibido no território. A decisão, justificada por razões de segurança nacional, foi anunciada hoje pelo secretário de Segurança da Região Administrativa Especial de Honh Kong, John Lee Ka-chiu, citado pelo jornal South China Morning Post (SCMP).

Partilhar

Notícias (9)