Pub

Ciclone

Angolana vítima do "Idai" procura por familiares

Um grupo de mulheres vítimas do ciclone "Idai", no distrito de Búzi, prepara o arroz e o feijão para o jantar de mais de mil pessoas instaladas no centro de acomodação do Instituto de Formação em Administração Pública e Autárquica (IFAPA), na cidade da Beira. Entre elas, está Inês Sequeira Almeida, uma jovem nascida em Angola, há 27 anos, que veio para Moçambique em 1992, ainda criança, trazida pela mãe, Eugénia Armando, já falecida.

Partilhar