Pub

Devido às condições de trabalho cada vez mais instáveis, os jovens saem cada vez mais tarde da casa dos pais e, por isso, tendem a formar uma família também mais tarde. Isto reflete-se não só no número de nascimentos, que tem vindo a decrescer (dados de 2016 do Eurostat revelam que a média de filhos, por mulher, em Portugal é de 1.36), como também na saúde dos bebés. A verdade é que os casais estão cada vez mais a adiar a decisão de serem pais e começam a correr riscos inerentes ao avançar da idade.

Partilhar

Notícias (26)

  • <
  • Pág 1 de 3
  • >