Vagas de atendimento no SEF vendidas na Internet

Autoridades criaram os agendamentos "online" para evitar longas filas junto aos serviços

Autoridades criaram os agendamentos "online" para evitar longas filas junto aos serviços

  |  Arquivo DN

Um elevado número de acessos ao sistema de agendamento e uma ocupação em tempo recorde, fazem SEF suspeitar de venda de vagas na Internet, recorrendo a anúncios nos classificados. Queixa seguiu para o Ministério Público.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) "apurou a existência de um anormal volume de acessos ao sistema de agendamentos SAPA (Sistema Automático de Pré Agendamento), designadamente nos dias 26 de abril e 8 de maio, após a libertação de 2000 vagas, assim como a ocupação das mesmas num curto espaço de tempo", revela esta polícia em comunicado.

Foi realizada uma análise aos agendamentos e concluiu-se existirem sistemas informáticos, denominados "bots", a proceder a agendamentos no SAPA."Bots", diminutivo de robot, é uma aplicação de software para simular ações humanas.

Leia mais em Diário de Notícias

Relacionadas

Exclusivos