Trump barra residência nos EUA a parceiros de diplomatas homossexuais

Flags of U.S. and U.N. are seen near the UN building where heads of state and officials are attending

Flags of U.S. and U.N. are seen near the UN building where heads of state and officials are attending the 73rd session of the United Nations General Assembly at U.N. headquarters in New York, U.S., September 27, 2018. REUTERS/Eduardo Munoz

A partir de agora, todos os diplomatas estrangeiros têm de ser casados para poderem viver com os seus parceiros nos Estados Unidos. Se a lei do seu país lhe negar o casamento, Trump nega-lhes a a residência no país.

Os parceiros do mesmo sexo de diplomatas da Organização das Nações Unidas (ONU) deixaram de ter direito a vistos para viver nos Estados Unidos.

A nova lei implementada pela administração Trump entrou em vigor esta segunda-feira e afeta ainda membros da NATO e do Banco Mundial, escreve o The Guardian .

Leia mais em TSF

Relacionadas

Exclusivos