Tribunal indonésio condena dois timorenses a penas de prisão por tráfico de droga

Tribunal indonésio condena dois timorenses a penas de prisão por tráfico de droga

DR

O Tribunal Distrital de Atambua, em Timor Ocidental, condenou na quarta-feira dois cidadãos timorenses a penas de 10 e cinco anos de prisão por tráfico de droga, segundo a imprensa timorense.

De acordo com a agência pública Tatoli e a televisão estatal RTTL, José Soares Pereira, de 34 anos, foi condenado a 10 anos de prisão efetiva, e Ângela Soares, de 30 anos, a cinco anos de cadeia, acusados de violarem a lei de narcóticos da Indonésia.

O caso remonta a maio do ano passado, quando as autoridades indonésias detiveram o casal timorense, que tentou entrar na Indonésia, através da fronteira terrestre com Timor-Leste, em Motaain, com 4.874 comprimidos, alegadamente ecstasy.

A droga estava em vários sacos plásticos, desconhecendo-se se foi fabricada em Timor-Leste, ou se entrou no país de outra origem, e estava apenas a ser transportada para a Indonésia.

O casal negou conhecimento sobre as drogas na impressora, explicando ter sido enviado de Díli para reparar o aparelho em Timor Ocidental, e afirmam terem sido usados por um cidadão estrangeiro em Timor-Leste.

Em declarações aos jornalistas, Apolónio da Silva, responsável da Unidade Nacional de Narcóticos no distrito de Belu, na metade indonésia da ilha, apelou aos cidadãos timorenses para que tenham cuidado no transporte de encomendas de outras pessoas.

Por outro lado, aproveitou ainda para defender que Timor-Leste e a Indonésia dialoguem no intuito de se avançar num acordo de extradição.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG