Tiro que matou Ágatha no Rio partiu de arma de PM, conclui inquérito

Tiro que matou Ágatha no Rio partiu de arma de PM, conclui inquérito

O tiro que matou a menina Ágatha Félix, de 8 anos, partiu da arma de um policial militar, segundo inquérito concluído pela Delegacia de Homicídios

O cabo foi indiciado por homicídio doloso, quando há a intenção de matar, porque, de acordo com a investigação, houve um "erro de execução" por parte do agente. O relatório foi enviado ao Ministério Público do Estado do Rio (MP-RJ).

Ágatha estava dentro de uma Kombi, no Complexo do Alemão, em 20 de setembro, quando foi atingida pelo fragmento de um projétil. A menina chegou a ser levada para a Unidade de Pronto Atendimento do Alemão (UP) e transferida para o Hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu aos ferimentos. Na ocasião, os parentes da garota já apontavam a PM como responsável pela morte.

Leia mais em ISTOÉ

Relacionadas

Exclusivos