Só um dos jihadistas portugueses estará ainda vivo

Só um dos jihadistas portugueses estará ainda vivo

SANA/Handout via REUTERS

As autoridades portuguesas estão convencidas de que dos seis jihadistas que saíram de Portugal para combater pelo Estado Islâmico - alvo de mandados de captura do Ministério Público - apenas Nero Saraiva terá sobrevivido, embora tenha ficado gravemente ferido em Baghouz o último reduto do Daesh.

Fábio Poças, 24 anos, é o último dos jihadistas portugueses a ser dado como morto pelas autoridades de contraterrorismo nacionais. Poças fazia parte do grupo que saiu da zona de Sintra para Leyton, em Londres, onde se radicalizou e seguiu para a Síria.

Ler mais em Diário de Notícias.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG