Rui Pinto: "Benfica é como um polvo de influência junto das elites da nação"

Rui Pinto: "Benfica é como um polvo de influência junto das elites da nação"

Na primeira entrevista presencial que concedeu após ter sido detido, Rui Pinto voltou a queixar-se de que o futebol é "intocável". À "Der Spigel", nega ser um "hacker" e considera que a sua prisão preventiva "não é razoável e é injusta". Mesmo assim, a única coisa de que se arrepende é de ter contactado com a Doyen, mas só "para testar o valor da informação" que possuía.

Para Rui Pinto, o Benfica é um exemplo de que os poderes do futebol estão acima da justiça. "Se olharmos para o Benfica, o clube mais popular em Portugal, podemos ver que é como um polvo de influência junto das elites da nação. O clube tem estreitas relações com a polícia, os magistrados e os políticos e regularmente têm bilhetes VIP para os seus jogos. Seria um enorme conflito de interesses se eles alguma vez tivessem de investigar o Benfica a sério", afirmou, numa entrevista publicada esta sexta-feira pela revista alemã.

O pirata informático revela alguma impotência na sua luta para desmascarar os podres do futebol. "É a mesma merda há anos. Desde que a equipa ganhe, nada mais interessa. Não posso lutar contra isso", desabafou.

Leia mais em Jornal de Notícias

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG