Relatório aponta pobreza em 41 por cento da população

Pobreza incide mais sobre o meio rural, onde os rendimentos predominantes são de origem laboral.

Pobreza incide mais sobre o meio rural, onde os rendimentos predominantes são de origem laboral.

  |  DR

A incidência de pobreza de Angola é de 41 por cento, afectando perto de 12 milhões de pessoas, segundo números do Relatório sobre Despesas, Receitas e Emprego em Angola (IDREA 2018-2019), apresentado ontem, em Luanda, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

O director-geral adjunto do INE, Paulo Fonseca, declarou que o inquérito realizado para produzir o relatório identificou 41 por cento da população em condições de pobreza, correspondendo a 11.947.270 pessoas com nível de consumo abaixo da linha da pobreza.

A taxa da pobreza ocorre com grandes diferenças entre as áreas urbanas e rural e entre as províncias, agrupadas em 11 regiões: na zona rural, a taxa é de 57,2 por cento, incidindo sobre 6.643.811 pessoas, enquanto na zona urbana é de 29,8 por cento, afectando 5.303.459 pessoas.

Leia mais em Jornal de Angola

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG