Promotoria de SP pede apuração de tráfico de bebês em caso de João de Deus

Foto divulgada pela Metropoles mostrando o médium João de Deus, ao centro na imagem

Foto divulgada pela Metropoles mostrando o médium João de Deus, ao centro na imagem

Caso foi apresentado pela ativista Sabrina Bittencourt, da força-tarefa 'Somos Muitas'

O Ministério Público em São Paulo encaminhou nesta segunda-feira (7) informações ao MPF (Ministério Público Federal) sobre o suposto envolvimento do médium João Teixeira de Faria, 76, o João de Deus, em um esquema de tráfico internacional de bebês e de escravização de mulheres, com um pedido formal para que elas sejam investigadas. Ao UOL, a defesa do médium disse que as acusações não têm provas e desmerecem "maior consideração".

Leia mais em Folha de S. Paulo

Relacionadas

Exclusivos