Professores podem entrar em greve no próximo ano

Professores podem entrar em greve no próximo ano

O presidente do Sindicato Nacional dos Professores (SINPROF), Guilherme Silva, disse que o investimento na Educação não pode ser entendido como caridade

Guilherme Silva espera que no próximo Orçamento Geral do Estado (OGE) o tempo de serviço seja contemplado. O secretário de Estado do sector, Pacheco Francisco, declarou que atender a reclamação dos professores depende do Ministério das Finanças.

Guilherme Silva anunciou ontem, em Luanda, que vão apresentar um caderno reivindicativo ao Ministério da Educação até quarta-feira, exigindo a valorização do tempo de serviço e a transição automática a partir do próximo ano, caso não sejam atendidos decreterão greve.

Leia mais em O País

Relacionadas

Exclusivos