Portuguesa considerada culpada de pertencer a grupo neonazi britânico

Cláudia Patatas

Cláudia Patatas

  |  DR/claudiapatatas.co.uk

Uma portuguesa de 38 anos foi esta segunda-feira considerada culpada no tribunal de Birmingham de pertencer a uma organização neonazi proscrita pelo Governo britânico.

Um júri considerou provadas as acusações de que Claudia Patatas, bem como o companheiro, Adam Thomas, de 22 anos, e um amigo, Daniel Bogunovic, de 27 anos, pertenciam ao grupo de extrema-direita National Action.

No âmbito da lei sobre o terrorismo de 2000 [Terrorism Act], membros ou apoiantes de uma organização terrorista proibida por lei podem incorrer numa pena de até 10 anos de prisão, mas a sentença só será determinada pelo juiz a 14 de dezembro.

Leia mais em Jornal de Notícias

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG